Centro de Estudos Sociais Aplicados - CESAP
Rua da Assembléia, 10 - Sala 823 - Centro - RJ
Tel.: (21) 3543-6454
E-mail.: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Responsável: Maria Isabel Mendes de Almeida
Unidade: Centro - Assembléia

:: Mais Informações ::

 

Atividades Desenvolvidas
O CESAP (Centro de Estudos Sociais Aplicados), fundado na década de 1980 e vinculado à Universidade Candido Mendes, vem dedicando-se desde sua origem à reflexão transdisciplinar sobre o cotidiano e o tempo presente em suas dimensões globais.

Aliando forte vocação experimental ao compromisso com a produção de massa crítica singular e inovadora sobre as múltiplas regramatizações do contemporâneo, o CESAP está voltado para as seguintes temáticas-chave na abordagem e no encaminhamento de suas pesquisas: a articulação entre culturas jovens e a produção de novas subjetividades (NES - Núcleo de Estudos em Subjetividade) e a reflexão sobre musicalidades e demais manifestações artísticas (NUM ¬ Núcleo de Estudos Musicais).

Espaço de interlocução permanente, o CESAP destaca-se pela preocupação em tornar acessível, tanto para os especialistas quanto para a comunidade mais ampla, os resultados de suas pesquisas e reflexões sobre a sociedade contemporânea. Colocando-se como observatório, produtor de diagnósticos e fórum de discussão, o Centro acolhe pesquisadores e estudantes, realiza seminários e palestras, produz pesquisas de longa duração, pública livros e artigos acadêmicos e dialoga regularmente com os meios de comunicação, além de disponibilizar um amplo acervo bibliográfico e áudio-visual com fontes inéditas e em constante atualização.

NES - Apresentação

O Núcleo de Estudos em Subjetividade, coordenado por Maria Isabel Mendes de Almeida, funciona como um observatório permanente do cotidiano urbano e das transformações na subjetividade coletiva contemporânea, através do foco privilegiado nas culturas jovens que habitam o século XXI. Apostando em uma abordagem alargada da juventude, não tanto como faixa etária demarcada, mas principalmente como estilo de vida convertido em valor preponderante no mundo contemporâneo. O NES já acumula mais de uma década de investimento em temáticas diversas aglutinadas em torno das modalidades de funcionamento e dos processos de subjetivação juvenis.

Já foram ou são temas de pesquisa do NES a construção e a transformação do corpo (tatuagens, piercings e outras intervenções corporais), as relações de amizade e de afeto (o zoar e o ficar), os nomadismos da vida noturna, a ocupação volante do espaço urbano, o consumo de substâncias sintéticas (particularmente o ecstasy), os usos das redes telemáticas e das tecnologias digitais, a criatividade e o desempenho profissional, as reconfigurações do capital e do mundo do trabalho, a vida em comum e os colaboracionismos etc.

É característica da abordagem do NES, também, a aposta constante em uma dimensão comparativa com as modalidades de funcionamento subjetivo das juventudes urbanas brasileiras e mundiais do século passado. Colocando as culturas jovens do século XXI em perspectiva comparada com as décadas de 60, 70, 80 e 90 do século XX, o NES vem construindo um horizonte analítico próprio para pensar o espírito de época contemporâneo, pautado pelas noções de competência, controle, criatividade e produtividade.

Conciliando uma forte vocação etnográfica com o desenvolvimento continuado de uma reflexão singular, o NES trabalha por uma atualização constante do arsenal teórico das Ciências Sociais, capaz de produzir entendimento para os fenômenos enquanto eles acontecem. Na busca por tratar das transformações cotidianas que vêm reconfigurando o mundo contemporâneo, a já sólida tradição de pesquisa do NES tem como marca um permanente “deixar-se irrigar” pela dimensão do vivido. E, aliada a isso, a interlocução sempre renovada com os mais ativos teóricos do tempo presente, através de parcerias com grandes centros de pesquisa internacionais e do recurso a uma bibliografia transdisciplinar de ponta.

| Voltar |